No Rest for the Wicked — Kresley Cole


No Rest for the Wicked (Não publicado no Brasil)

3º livro da série Immortals After Dark

Personagens: Sebastian Wroth & Kaderin

Um soldado vampiro cansado da vida...

Séculos atrás, Sebastian Wroth foi transformado em vampiro — um pesadelo em sua mente — contra sua vontade. Sobrecarregado pelo ódio e sozinho há anos, ele vê pouca razão para viver. Até que uma extraordinária, selvagem criatura vem para matá-lo, mas em vez disso salvando-o inadvertidamente.

Uma Valquíria assassina enviada para destruí-lo...

Quando Kaderin, a de Coração Frio, perdeu suas duas amadas irmãs em um ataque vampiro um longo tempo atrás, uma força benevolente amorteceu seu sofrimento — acidentalmente destruindo todas as suas emoções. Mas sempre que ela encontra Sebastian, seus sentimentos — particularmente luxúria — emergem multiplicados. Pela primeira vez, ela não consegue terminar um assassinato.

Tornam-se competidores numa caçada lendária...

O prêmio da competição de um mês é poderoso o bastante para mudar a história, e Kaderin fará qualquer coisa para ganhá-lo para as irmãs. Querendo apenas ganhá-la, entretanto, Sebastian também compete, aproveitando cada oportunidade — enquanto viajam para tumbas antigas e por catacumbas, procurando relíquias ao redor do mundo — para usar seus novos sentimentos e seduzi-la. Mas quando forçada a escolher entre o vampiro por quem está se apaixonando e reunir sua família, como pode Kaderin viver sem um deles?

Sebastian Wroth estava morrendo de peste com a família ao redor quando seus dois irmãos mais velhos retornam da batalha... Mudados. Mesmo lutando contra Murdoch e Nikolai (de The Warlord Wants Forever), ele não conseguiu fazer os irmãos desistirem da ideia de transformá-lo em vampiro. Por isso, Sebastian os deixa na noite seguinte, e passa os últimos três séculos vivendo num castelo abandonado, sem razão para viver, sem razão para morrer. Mas isso muda quando uma desconhecida chega com a missão de matá-lo.

As irmãs de Kaderin foram assassinadas no campo de batalha mil anos atrás por um vampiro cuja vida ela poupara. Por isso, quando ela estava em missão de resgate com Nïx, Lucia e Regin (em A Hunger like no Other) e recebe uma ligação denunciando a presença de um vampiro em um castelo abandonado, decide partir para matá-lo antes de começar os preparativos para o próximo Talisman’s Hie, uma competição de habitantes do lore que vinha vencendo havia séculos.

Exceto que, antes de desferir o golpe fatal, Kaderin hesita. E isso dá tempo ao vampiro em reagir e reconhecê-la como Noiva. Ao mesmo tempo, o poder que impedia Kaderin de sentir se desmancha, e com a ajuda de Sebastian, ela sacia o desejo sexual que a consumiu de repente. Logo depois, incapaz de aceitar a realidade, Kaderin foge.

Mas Sebastian não estava pronto para deixá-la ir. Agora que ele tinha uma razão para viver, ele se dispôs a fazer uma coisa que nenhum outro vampiro jamais fez, e é o que o leva a segui-la ao tempo da deusa Riora e se juntar à competição, para que ele pudesse dar a Kaderin uma prova de que ela era tudo para ele... Mesmo que participando da competição ele pudesse morrer.

Minha opinião:

Para quem gosta de aventura ligada ao romance, No Rest for the Wicked é uma ótima pedida. Durante o livro, várias partes do mundo são exploradas, apesar de o contato dos personagens com os humanos ser quase inexistente.

Kaderin é, assim como Myst, uma heroína muito durona — ou até mais que a protagonista de The Warlord Wants Forever. Ela sofre de um trauma causado pela culpa pela morte das irmãs — ou o que deveria ser culpa, já que uma maldição a deixou incapaz de sentir qualquer coisa —, e quando os recupera, ela não sabe bem o que fazer com eles. Então, ela hesita em aceitar Sebastian — até porque ele era um vampiro — ou as fraquezas que vem com os sentimentos.

Mas Sebastian realmente não aceitaria um “não” como resposta. Ele também não tinha planos de forçá-la a nada, apesar de Kaderin não fazer o tipo conciliador. Uma série de problemas de quando ainda era adolescente e desastrado demais o transformou num cavalheiro, num homem doce cujo maior prazer é se dedicar aos estudos. E é justamente esse jeitinho calmo, porém intenso, que aos poucos conquista o coração de Kaderin — e dos leitores.

Então, é impossível não torcer para que eles fiquem juntos. Kaderin e Sebastian são duas metades que se completam, e mesmo que eu não tenha concordado com algumas decisões deles, não consegui deixar o livro de lado ou realmente ficar com raiva.

Para melhorar, há um monte de coadjuvantes maravilhosos — alguns já têm livros, outros definitivamente merecem —, entre eles: Nïx, Regin, os Wroth, Mariketa e o Lykae em busca da parceira morta. Mas quem realmente roubou a cena foi a rival de Kaderin, a sereia Lucindeya, assim como Riora, a deusa da impossibilidade, que gostava de tornar possível o impossível e era a criadora da competição.

3 Comentários
  • *_* fikei curiosa...rs.

  • Imagina quando eu falar dos próximos! :p

  • Comente!